Swipe to the left

26 DE MARÇO - DIA DO GRAFITE

Imprimir
By kadu 26 de março de 2014

Muitos ainda confundem grafismo com pichação, ou até mesmo estes profissionais com marginais. Infelizmente ainda é assim, mas não é bem isto!

O grafismo, como conta a história, é desde o Império Romano, mas porque não dizer que a arte de fazer inscrições em paredes é desde a época da caverna, quando o cotidiano era retratado em forma de desenho nas pedras. O tempo passou e a evolução nos trouxe uma nova arte, uma nova linguagem de enxergarmos uma realidade pintada em muros de concretos.

E o MAAU nos traz isto. Conheça agora este projeto de jovens que lutaram pra por em prática seus ideias pela arte urbana que enfeitam com sua identidade, criatividade e talento nossos muros cinzentos. O projeto MAAU - SP, Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo, foi criado a partir da prisão de 11 grafiteiros que resolveram pintar sem autorização do metrô. Na cadeia amadureceram a ideia e apresentaram o projeto elaborado por eles mesmos à Secretaria de Estado da Cultura, ao presidente do Metrô e à diretoria da SP- Urbanismo.

O projeto então foi aprovado, para surpresa e felicidade de todos que lutaram por este ideal. Firmado uma parceria entre o Metrô, a Secretaria de Estado da Cultura, Paço das Artes e a Galeria Choque Cultural, iniciou-se, então, a revitalização das estruturas que formam os painéis de quatro metros de altura, com a contribuição de tintas e sprays fornecidos pela Secretaria do Estado da Cultura e o Metrô.

No final do mês de setembro de 2011 o projeto contou com a presença de 58 artistas, como: Binho, Chivitz, Akeni, Minhau, Larkone, Onesto, Zezão, Higraff, Presto e Anjo, a maioria residente na região norte. Nos dez dias de trabalho foram usadas três mil latas de spray especial e 40 latas de 18 litros de látex. A temática das obras é variada: natureza, vida urbana, periferia e uma homenagem à Frida Khalo. Além disso, visa a recuperação do centro de Santana, hoje degradado, e o desenvolvimento ações educativas em escolas da região, com o intuito de aproximar este público à arte urbana. As obras expostas nas colunas do museu são trocadas anualmente.

O Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo (MAAU-SP) constitui em um conjunto de 66 painéis de grafite instalados nas pilastras que sustentam o trecho elevado da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo, localizados no canteiro central da Avenida Cruzeiro do Sul entre as estações Santana e Portuguesa-Tietê, no distrito de Santana, Zona Norte de São Paulo. Esta região da cidade é considerada como berço do grafite paulistano desde os anos 1980 e 1990. De acordo com seus organizadores é o primeiro Museu Aberto de Arte Urbana do Brasil e do mundo. Muitos grafiteiros do mundo todo elegem São Paulo como a capital do grafite, e Santiago, Chile, em segundo lugar.

Você vai assistir abaixo um vídeo dos grafiteiros e seus comentários sobre o MAAU.

Posted in: ArteCultura