Swipe to the left

REPETTO LOVES ART | FRANCESCA ALZATI

Imprimir
By Catarina 2 de março de 2016

Entre os dias 2 e 19 de Março, a marca francesa Repetto comemora os 60 de seu modelo mais famoso, a Sapatilha Cendrillon. Para essa importante data, a marca apresenta uma exposição, como sapatilhas customizadas por grandes nomes do design, explorando a beleza e versatilidade do modelo, gerando o design autoral de cada peça.

A diretora criativa da by Kamy, Francesca Alzati participa da exposição que acontece no MUBA, no Centro Universitário Belas Artes, de São Paulo.

Para o projeto, Francesca desenvolvel sua a Sapatilha Cendrillon Minas Gerais.

Leveza e arte, a Repetto inspira tendência desde sua criação até os dias de hoje. Pensar na marca como um todo, percebeu-se a necessidade de poetizar o projeto com toda graça da essência da sapatilha. Com textura e contorno, assim como a dança a Sapatilha Minas Gerais desenvolve a delicadeza do bordado e as tradições mineiras. Assim como na França o ballet é um clássico, a riqueza das pedrarias no Brasil também.

Sapatilha Minas Gerais:

Arte, tecelagem, pedrarias e Barroco, foram essas as fontes de inspiração para a Sapatilha Minas Gerais, de nome homônimo, o design do projeto envolve as principais características do estado, projetando-as para a peça.

O design sempre busca algo novo, que seja diferente, acrescentando o meio têxtil, as criações se tornam inovadoras e distintas. Através do têxtil tudo pode ser desenvolvido, transformado e aprimorado. A arte fica por conta do trabalho artesanal e minucioso em cada obra.

Elaborar uma peça têxtil implica ao mesmo tempo em criar a arte e produzi-la. A cultura está na temática brasileira aplicada na peça, explorar as diversas vertentes dos costumes do Brasil pode proporcionar um riquíssimo estilo.

O crochê é conhecido nacionalmente, uma tradição, as características de cada ponto desse tipo de trabalho proporcionam peças únicas e exclusivas. As pedras brasileiras auxiliam a caracterizar a sapatilha como arte.

Inspirada no barroco, período histórico com forte relevância em Minas Gerais, a sapatilha possui muitas características desse estilo artístico. As cores e imagens que compõem a sapatilha favorecem para construir uma lembrança sobre as cidades históricas de Minas e também toda a riqueza cultural que existe nesse local.

Com uma releitura do que é o crochê, através de pintura, os pontos podem ser elaborados com um efeito similar aos pontos com linha. Delicada e singela, a peça demonstra o acabamento e confecção manual, como em um tear, a peça em branco tomou forma em uma obra de arte.

As técnicas simples não podem ser subestimadas devido à evolução da arte, afinal, a arte é subjetiva e a beleza está não apenas no visual, mas também na mensagem e conceito que a obra pretende passar, de um resgate da cultura tipicamente brasileira e também do trabalho artesanal.

Não deixe de visitar.

De segunda a sexta, das 10 às 20 horas e Sábado das 10 às 16 horas

Rua Dr. Álvaro Alvim, 76 - Térreo - Vila Mariana – São Paulo – SP - (11) 5576-7300


BY KAMY WORLD