Swipe to the left

Tapetes e Carpetes: diferenças, detalhes e verdades

27 de fevereiro de 2018

Aconchego, segurança e beleza que resultam em uma decoração mais pessoal são alguns dos atributos empregados tanto para tapetes, quanto para carpetes. Mas apesar de similares, os dois itens são bem diferentes com vantagens e características únicas.

Nessa matéria você conhecerá um pouco sobre as características de cada uma das peças, além de mitos e verdades, além de suas vantagens, confira:

Principais diferenças

Mobilidade é a palavra que define a maior diferença entre carpetes e tapetes. Por quê? Os carpetes são peças fixas, aplicadas a partir do rodapé das áreas e ocupam todo a área dos espaços empregados.



Os tapetes por sua vez, podem ser entrados com uma infinidade de diferentes cores, materiais e formas, sendo utilizados em uma área escolhida, como por exemplo embaixo de um sofá ou outro móvel, deixando uma área descoberta, além de maior mobilidade, uma vez que não há fixação permanente da peça.

Vantagens

Cada uma das peças, pode apresentar vantagens próprias. Os tapetes por exemplo, como podem apresentar designs, cores, formas e tamanhos diversos, transformando-se em diferentes decorações, além de proporcionar conforto e delimitarem áreas, ajudando no melhor aproveitamento de áreas. Os carpetes por sua vez, são resistente e apresentam grande durabilidade, além de serem a solução para áreas comerciais e de alto tráfego, oferecendo maior aderência e contribuindo para a segurança desses locais.



Mitos e verdades

Muitos mitos sobre tapetes e carpetes dizem respeito aos fatores de limpeza das peças. Do que estamos falando? Sobre o senso comum de que essas peças podem causar alergias e intensificar problemas respiratórios, por exemplo. Além disso, crê-se que tanto um, quanto o outro pedem a cor com facilidade!

Esses dois mitos podem ser extintos a partir de um pensamento simples: Limpeza! De fato, carpetes e tapetes, podem acumular resíduos presentes no ambiente, causando espirros e irritações, no entanto a limpeza, como aspiração de pó, eliminam a chance de que tais problemas ocorram e possam assim prejudicar desde crianças até adultos e bichinhos de estimação.




O mesmo ocorre com relação a beleza desses itens, para mantê-los com a cor viva, como se fossem novos, a limpeza é uma prática básica.

A aspiração deve ser feita no mínimo uma vez por semana, já áreas externas, locais de alto tráfego, com crianças e animais, deve ter a prática aumentada! Além de hábitos periódicos de limpezas reforçadas.


Curtiram a matéria? Deixe seu comentário =D