Swipe to the left

TOMIE OHTAKE, A ARTISTA QUE COLORIU O BRASIL

Imprimir
By kadu 13 de fevereiro de 2015

Francesca Alzati trabalhou ao lado de Ruy Ohtake, filho de Tomie Ohtake, herdeiro de sangue e talento. Somou ao seu lado profissional grande aprendizado com técnicas e criatividade em despertar ao mundo um design inédito. A by Kamy sente pelo falecimento da grande artista plástica Tomie Ohtake, artista no qual ajudou a inovar o design brasileiro com sua habilidade, talento e capacidade.

Em homenagem a esta grande artista, relataremos aqui, resumidamente, sua biografia. A artista plástica nasceu no Japão, em 1913, em Tokyo. Vem para o Brasil em 1936, fixando-se em São Paulo. Após um breve período de arte figurativa, a artista define-se pelo abstracionismo. A partir dos anos 1970, trabalha com serigrafia, litogravura e gravura em metal. Surgem em suas obras as formas orgânicas e a sugestão de paisagens. Na década de 1980, passa a utilizar uma gama cromática mais intensa e contrastante. Em 2000, é criado o Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Além dos quadros, sua obra também é repleta de gravuras, serigrafias e esculturas.

Muitas dessas últimas são grandiosas e estão expostas em espaços públicos do País. Em São Paulo, uma das mais conhecidas é o conjunto de curvas em concreto armado que fica na Avenida 23 de Maio, em frente ao Centro Cultural São Paulo. Tem também os painéis feitos em pastilhas vitrificadas que ficam na Estação Consolação do Metrô. No longo de sua vida profissional, a artista recebeu diversos prêmios por suas obras. O blog da byKamy cita alguns dos diversos: Em 1960 o prêmio Isenção do Júri no Salão Nacional de Arte Moderna. Em 1974 e 1979 o prêmio como melhor pintora pela Associação Paulista de Críticos de Arte, além de dezenas de participações em exposições e bienais.


Esta foto foi tirada com Tomie Ohtake quando ainda morava na Mooca, bairro da zona leste de São Paulo, com seus dois filhos Ruy e Ricardo Ohtake.



Óleo sobre tela, 1,36 x 1,36, 1970


Galeria de Arte Paulo Figueiredo, São Paulo, 1983


Avenida 23 de Maio em São Paulo, ganhou novas cores em 1988 com esta escultura da artista. Foto: J. F. Diorio/ESTADÃO CONTEÚDO


Obra em pastilhas vitrificadas na estação do metrô Consolação, 1991.


Escultura em forma estrelar na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio, 1995.


"Tudo o que tenho a dizer está dito em meu trabalho. Nunca planejei de modo racional as minhas formas; elas simplesmente surgiam"
Tomie Ohtake