Swipe to the left

by Kamy em Milão - 2ØZE

Imprimir
By kadu 11 de abril de 2012 3 comments

“Foi amor a primeira vista”, define Francesca Alzati, designer de tapetes e sócia-proprietária da By Kamy, sobre seu contato com o trabalho do designer Sérgio Matos. Em uma conversa descontraída entre os artistas, surgiu a ideia de elaborar o inusitado: um tapete que unisse a originalidade da By Kamy com as cordas, assinatura do trabalho de Matos. Assim nasceu o Marakatú By Kamy que estará exposto no Salão Satélite, em Milão, de 17 a 22 de abril, evento que acontece paralelamente ao Salão Internacional do Móvel de Milão e vitrine mundial para novos talentos, onde o designer assina a sua última exposição, depois de três anos consecutivos.

Inspirada na manifestação cultural da música folclórica pernambucana afro-brasileira, a peça remete ao desenho das flores que estampam as vestimentas tradicionais do Maracatu. As pétalas entrelaçadas ganham o colorido marcante do amarelo, rosa, vermelho e laranja. Um diferencial do Marakatú é que as peças podem ser vendidas em módulos e sua montagem é feita com encaixes de modo que a sequencia de cores fique a critério do especificador ou do cliente final, resultando em um produto completamente personalizado.

“Estamos sempre pensando no futuro e, no exterior, muitos desejam o modo de vida brasileiro. O Marakatú By Kamy traz as cores que representam a nossa cultura em uma brincadeira que também remete a nossa descontração, a alegria que já é integrada ao povo. É isso que queremos que levar para Milão: o humor, a cor, a desenvoltura e a simplicidade do nosso povo”, explica Francesca. A ideia foi buscar “fora da caixa” um produto que pudesse sintetizar e fortalecer a filosofia da marca que de uma forma pioneira sempre busca a inovação.

Concepção de uma obra artesanal

O trabalho artesanal do Marakatú By Kamy começa na construção das cordas, que mantém uma linguagem fiel com os demais trabalhos assinados pelo designer, diferenciado-se do mercado. Sérgio Matos e sua equipe de artesãos entrelaçam os fios de nylon até obterem uma estrutura de corda firme e resistente a pesos, intempéries e até mesmo a sujeiras difíceis de serem removidas. A produção, totalmente manual, inova ainda em uma técnica de tecelagem totalmente pioneira. “O Sérgio, envolvido da criação à concepção final do produto, imprime sua marca registrada e prova que é possível envolver-se em todas as etapas do processo e não meramente assinar uma ideia”, pondera Francesca.

Depois da concepção da primeira parte do processo, o conjunto de cordas coloridas começa a ganhar formas. Entre uma contorção e outra, uma pétala surge entre as mãos do designer. Em um dia, cerca de 10 flores são elaboradas e em até 20 dias se transformarão em um tapete. “Meu maior desafio foi sair do mobiliário para encarar a tessitura de um tapete com cordas. A concepção não envolve apenas a arte, mas também a questão técnica. Foi necessário uma pesquisa para encontrar a espessura ideal para uma composição de ambiente com alta qualidade. É uma peça realmente única por todos os valores que a ela estão agregados, desde o trabalho artesanal a exclusividade”, explica Matos.

Globalização fora do convencional

Embora seja uma marca de tapetes consolidada no mercado, a By Kamy sempre mantém a dinâmica pela busca incessante do diferente. Nomes como Zollanvari, Jürgen Dahlmanns, Teddy Summer, Celaleddin Vardarsuyu, Nanimarquina e Behrouz Kolahi, compõem seu acervo baseado não só na competência e talento desses profissionais, mas também pela riqueza de identidade e pela beleza que suas obras representam.

“Quando pensei em um trabalho em parceria com o Sérgio, quis que ele incorporasse a filosofia da By Kamy de mostrar o que está por trás de suas linhas e estampas, como técnicas e conhecimento que envolvem habilidade, intuição e sensibilidade que conecta designer e criação”, sintetiza Francesca. Para ela, a beleza da globalização está justamente na possibilidade de lançar primeiramente na Italia um produto tão genuinamente brasileiro.

Sobre Sérgio Matos

Nascido o Mato Grosso, Sérgio Matos se formou em designer de produto pela Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba, sua atual residência. Apaixonado pela cultura brasileira, seu trabalho reflete sua identidade e conceito em uma combinação das principais influências: sua terra natal, os lugares que morou e muitos outros que conheceu ao longo de sua carreira. Em 2010 criou um estúdio voltado para a criação e comercialização de suas próprias peças, onde também desenvolve projetos para a indústria moveleira e de decoração.


Ana Siciliano 21 de março de 2017 at 16:55
Parabéns Kamy , Francesca e toda equipe. Um trabalho muito diferenciado! Estareina feira e com certeza irei prestidgiá-los. Desejo muito sucesso !
Bj ana siciliano
Elói Barboza Neto 21 de março de 2017 at 16:55
O trabalho de Sergio matos é autoral, tive o privilégio de conhecer sua obra recentemente na ABUP e o entrevistei. Tê-lo em Milão com a By Kami será visita obrigatória. Parabéns à Francesca Azati por valorizar o design nacional. Agora é a nossa vez!
Tapete inspirado no Maracatu já está em Milão | Babel das Artes - Artesanato Brasileiro 21 de março de 2017 at 16:55
[...] aos jovens designers. Entre móveis e utilitários, Sergio Matos apresenta nesta edição o tapete Marakatu by Kamy, desenvolvido em seu estúdio em Campina Grande, na [...]