Swipe to the left

DEUSES E MADONAS NO MASP

27 de fevereiro de 2014

A representação de deuses e madonas nesta exposição alicerça-se sobre a ideia do sagrado, uma categoria da relação entre o ser humano, a vida e o mundo, que pertence ao campo do indizível, daquilo que foge ao racional. Em sentido comum, o sagrado expressa um atributo moral traduzido pela ideia do bom e do bem. Mas esse é uma visão racional do sagrado, como sugere Rudolf Oto, que cunhou o termo numinoso para referir-se ao sagrado descontado seu aspecto moral e, portanto, seu lado racional. Numinoso é, assim, aquilo que não pode ser traduzido em conceitos, algo de amplo alcance indo muito além do que é “apenas” moral (os deuses gregos não tinham sempre um comportamento moral, e mesmo no monoteísmo cristão há interpretações divergentes sobre a natureza boa ou má das entidades divinas).

A coleção do MASP reúne obras cujo tema é o numinoso tanto na versão grega clássica como na manifestação cristã que se dão ao redor da ideia dos deuses e das madonas, dois grandes personagens da história da arte ocidental. São dois sistemas de valores distintos, expressos nos pincéis de grandes mestres da arte ocidental. É deles e de sua arte, não do sagrado em si, que trata esta exposição. Durante largo tempo o sagrado foi um tema privilegiado da arte e era o sagrado que interessava, não a arte que o exprimia (e que nem arte, no sentido contemporâneo, era). Hoje, no museu, com obras do século 14 ao 21, a situação se inverte e o assunto central é a arte e seus códigos de representação da realidade e do imaginário.

Local: 2°andar do Masp, Galeria Georges Wildenstein

Endereço: Avenida Paulista, 1578 - Cerqueira César - São Paulo - SP

Curadoria: Teixeira Coelho e Denis Molino

Período: Desde 15/10/10 e sem previsão para encerramento

Horário: De sexta a quarta, das 10h às 18h e as quintas, das 10h às 20h

Preço: R$ 15,00 (inteira) - R$ 7,50 (meia) - Crianças até 10 anos tem entrada gratuita

Tel.: 11.3251.5644


Posted in: DicasArteCulturaEvento/Mostra