Swipe to the left

Dicas de Vinhos com a Sommeliére Daniella Ribas Mancini

12 de março de 2012

Daniella Ribbas Mancini, é bacharel em direito pela PUC-PR, palestrante, expositora em 2005 na Expovinis São Paulo, Sommeliére e formada em diversos outros cursos internacionais e nacionais, além de ser empresária da Aromas do Vinho, fundada em 1998.

A especialista em vinhos nos presenteia com suas dicas harmonizantes, confira logo abaixo.

"Adoro pensar que os vinhos tem pares perfeitos, comidas com as quais combinam tão bem que pode-se dizer, nasceram um para o outro.

E há também alguns casos de desencontro total que podem resultar em uma experiência muito desagradável, quando o vinho e a comida não se harmonizam.

A escolha do vinho certo para combinar com o prato escolhido pode fazer uma enorme diferença. E conhecer algumas regrinhas básicas, acredite: pode salvar o seu jantar!

Talvez você já tenha vivido esta experiência: foi ao restaurante e após decidir o prato recebe a ajuda do sommelier sobre a escolha do vinho para harmonizar. Como teve uma boa experiência decidiu repetir em casa, comprou o mesmo vinho, mas resolveu fazer um prato diferente e aí veio aquela decepção: nem parece que é o mesmo vinho. Harmonizar requer um pouco de lógica, uma análise cuidadosa do que será servido e tudo deve ser considerado: o peso do prato, do vinho, os molhos e condimentos, as gorduras e o tipo de refeição.

Como já diz o nome, há que se criar uma harmonia perfeita, equilibrada que realce as qualidades de cada item e principalmente corrija o que for preciso. A acidez, geralmente presente nos vinhos brancos mais jovens e em alguns tintos, é bem vinda nas harmonizações com comidas gordurosas, pois ajuda a limpar a boca e prepará-la para o próximo prato. Já os taninos presentes nos tintos ajudam a metabolizar melhor as proteínas das carnes. E uma dica: é sempre bom lembrar que os vinhos regionais combinam muito bem com a culinária local.

Algumas regras:

- Carnes vermelhas com vinho tinto.

- Os peixes com vinhos brancos ou roses. A combinação com um tinto realçaria no prato um gosto metálico. Peixe e vinho tinto não combinam mesmo!

- Pratos leves pedem vinhos igualmente leves.

- Pratos muito estruturados ou condimentados precisam de um vinho potente.

- Pratos gordurosos (sabe aquela sensação na boca quando comemos um chocolate ou manteiga) precisam de um vinho com acidez ou um espumante para limpar a gordura.

- Pratos untuosos (sensação de boca lubrificada, um pouco oleosa) pedem vinhos que ‘sequem’ a boca, como os tintos com taninos marcantes.

- Doces e sobremesas, o vinho deve ser sempre mais doce do que o doce.

A harmonização de queijos e vinhos também é ardilosa. Os queijos brancos moles (são aqueles com uma crosta branca, textura entre granulada e fluida e aroma de cogumelos) como o Brie, o Camembert ou o Chaource, para acompanhá-los os franceses servem Calvados com o Camembert, Chardonnay com Brie e Champagne como Chaource. Os semimoles que se dividem em dois grupos: com casca seca, amadurecem lentamente, são suaves e tem gosto de noz, como o Taleggio que pode ser combinado com um espumante Franciacorta DOCG ou um Barbera tinto, os de casca lavada mais mole, com aromas defumados como o Vacherin Mont d’Or servidos com um Riesling seco tem suas notas amadeiradas destacadas. Os queijos duros como o Parmegiano-Reggiano, Grana Padano e o Manchego, como tem alto teor de gordura e sabor intenso, podem ser combinados com tintos jovens, suavizam seus taninos, mas também podem ser harmonizados com vinhos brancos pois, a acidez é boa para equilibrar a gordura do queijo.

Alguns alimentos são difíceis de harmonizar, como é o caso da alcachofra, saladas com vinagre, aspargos e as frutas cítricas. Com as variedades de uvas e vinhos e uma gastronomia tão rica, é só dar asas á imaginação.

Depois destas sugestões, experimente fazer as suas próprias, basta prestar atenção e ver qual é o elemento mais importante do prato e, procure descobrir qual o tipo de vinho que casa melhor com sua receita.

O principal: deve estar ao seu gosto!

Bom apetite!"

Estas são algumas dicas que a sommeliére Daniella divide aos apreciadores de vinhos, para maiores informações não deixe de acessar o site www.aromasdovinho.com.br.

Posted in: Especial