Swipe to the left

Eduardo Sainz | Boomspdesign

Imprimir
By kadu 3 de outubro de 2013

Arquiteto boliviano se inspira na vida “Adoro viver, essa é a minha maior inspiração, então a minha receita inclui vinhos, jazz, blues, chillout, exposições, literatura, cinema, design de produto, iluminação, vento, ar, perfumes, pessoas. A minha maior inspiração é o desejo”- diz Eduardo Sáinz.

Para ele, não é possível falar sobre design sem beber em fontes fundamentais como a vida, a filosofia e a arte. Também é impossível abordar a arquitetura sem olhar minuciosamente as pessoas e tentar descobrir a essência da realidade. A arquitetura precisa emocionar igual ao design consciente, uma vez atingido esse objetivo cumpre-se a missão, arquitetura e design sem emoção não tem transcendência e a arquitetura precisa ser atemporal. A arquitetura deve causar infartos!

Seus projetos sempre apresentam natureza e simplicidade, como pode ser visto como por exemplo no Park Design Hall, uma obra construída em Brasília. Feita em aço corten possui silhuetas contemporâneas, um projeto com muita "brasilidade" e que daria um bom tapete.

Fonte: http://www.umaum-arquitetura.com/#!portfolio-/c85e

Em seus trabalhos também é possível ver a influência do patchwork, e este é um de seus estilos preferidos de tapete, principalmente em tom de concreto e azul. O fato de serem várias peças unidas e que o usuário pode aumentar o tamanho final do tapete ou dividir em dois num segundo momento mostra versatilidade na geometria do elemento.

Segundo Sáinz o tapete é um elemento que é envelhecido, que conta histórias e ao mesmo tempo é extremamente contemporâneo. É um estilo completo em vários aspectos e cumpre a função de qualquer peça de interiores, ela é aconchegante. E este aconchego não deve faltar numa sala íntima ou cinema, pois traz conforto visual e físico, além de isolamento acústico.

Ao perguntar sobre possibilidades de materiais para tapetes Eduardo responde: Acho que as fibras naturais tem um bom futuro, considerando variáveis de sustentabilidade e contemporaneidade. Também acho que é preciso explorar de melhor forma as opções de reciclagem das nossas cidades.


Eduardo Sáinz estará no Boomspdesign dia 08/10 confira!

Posted in: DecoraçãoArteArquitetura