Swipe to the left

Natal by Kamy | Sagrada Família, Família Sagrada | Arsenal da Esperança e Padre Fábio de Melo

Imprimir
By Nicole Nigro 9 de dezembro de 2016


O presépio, intenso como a Sagrada Família sempre fez parte da nossa história e o resgate dele é imprescindível para reconstruir valores. Células para um mundo melhor, as famílias são o ponto de partida das nossas sociedades.

A mostra de presépios de 2016, chamada “Sagrada Família, Família Sagrada” acontece no Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, com curadoria de Francesca Alzati, diretora da marca by Kamy, convidando alguns amigos, artistas e pessoas do bem para realizar seus próprios presépios. Cada um retratou os valores familiares trazendo as suas crenças e tudo o que lhes é de mais sagrado.


Exposição “Sagrada Família, Família Sagrada”

Curadoria: Francesca Alzati

Período: 29 de novembro de 2016 a 06 de janeiro de 2017

Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo

Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo

Horário: Terça a domingo, das 9h às 17h


Confira hoje os presépios de Arsenal da Esperança e do Padre Fábio de Melo!


O Natal do bem e da reza!


SAGRADA FAMÍLIA, FAMÍLIA SAGRADA | ARSENAL DA ESPERANÇA

Uma família reunida pelo amor e pela fraternidade, pelo mais puro sentimento de altruísmo, movida pelo desejo de acolher e de fazer o bem. O presépio do Arsenal da Esperança é resultado do trabalho e empenho em acolher pessoas em uma situação difícil; mais do que dificuldades físicas, e sim emocionais. No intuito de resgatar e proporcionar um sentido à vida, surge o desafio. O presépio foi realizado em 2012 por um pequeno grupo de acolhidos do Arsenal que, motivados pelos missionários da Fraternidade da Esperança, conseguiram realizar uma obra de arte a partir de simples materiais reutilizados.

Grandes portas descartadas foram reutilizados e se tornaram painéis que serviram como base da obra. Os desenhos são de autoria de Jasson Manuel da Silva, que também ajudou a orientar outros acolhidos a realizar a pintura dos painéis. O retrato de Maria chama atenção por ser o de Nossa Senhora Aparecida. “Uma Maria especial, é a ‘Aparecida’. É negra, com olhos grandes e transparentes. É talvez a primeira vez que essa representação de Nossa Senhora faz parte de um presépio. Depois fica pronto também José e, em seguida, o Menino Jesus na manjedoura. Todos têm os mesmos olhos grandes, o mesmo olhar intenso que vai direto ao coração”, como explica Marco Vitale, do Arsenal da Esperança.

Em 1996, nasce em São Paulo o ARSENAL DA ESPERANÇA. Localizado nas instalações da antiga Hospedaria de Imigrantes – que do final do século XIX até os anos 1970 recebeu milhões de imigrantes do mundo todo – hoje o Arsenal da Esperança é uma casa que acolhe 1.200 pessoas em dificuldade, o chamado “povo em situação de rua”, em busca de novas oportunidades de trabalho e de vida. A iniciativa está vinculada diretamente ao SERMIG – Servizio Missionario Giovani, hoje chamado de Fraternidade da Esperança – fundado por Ernesto Olivero e sua esposa Maria Cerrato em 1964, em Turim, na Itália, para concretizar um sonho: derrotar a fome e as injustiças sociais no mundo. Com mais de 50 anos, o SERMIG - Fraternidade da Esperança continua a trabalhar para que todas as pessoas redescubram o sentido de sua vida e de um compromisso simples e autêntico, mas capaz de mudar o mundo.

“Amar como Deus ama é fazer com que os outros sejam capazes de amar.”

Dom Luciano Mendes de Almeida


==============


SAGRADA FAMÍLIA, FAMÍLIA SAGRADA | PADRE FÁBIO DE MELO

A pedra é portadora de memórias. Nela os séculos se acumulam. É considerada por muitos como um sinal do definitivo. E também da eternidade.

Meu presépio é de pedra, assim como é o caminho do poeta que escreveu “Travessia”. No caminho de Drummond também tinha uma pedra. Símbolo de uma dificuldade que não priva, mas desenha perspectivas diante dos pés que anda os caminhos.

Meu presépio também é travessia. Do divino ao humano, do humano do divino. Ciclo sacral que coloca o mistério da encarnação como hermenêutica a nos explicar a vida. Deus conosco, Deus entre nós, no profano do mundo o sangue divino a nos redimir, tornando nossa alma capaz de alçar o que de mais sublime existe.

Meu presépio também é pedra de Drummond. Um estorvo aos que não amam as regras da simplicidade, aos que ainda não descobriram que o céu começa nos obstáculos térreos.

Meu presépio. Uma cena de pedra para um delicado e terno encontro familiar. Deus menino amparado por seios de mulher, por braços de homem. Reverência. A família é sagrada. O silêncio da noite rompe a força dos breus. Da pequena manjedoura o menino espia o mundo. No estreito dos seus olhos estamos todos recolhidos.

A noite é feliz!

Padre Fábio de Melo é um sacerdote católico, cantor, compositor, poeta, escritor, professor e apresentador. Atualmente atua na Diocese de Taubaté em São Paulo.